Chegou a hora de viajar, e saber o segredo por trás do sucesso “Uma Rota de fuga”

O desejo de viajar nunca esteve tão latente nas pessoas em todo o mundo. 

As restrições impostas pela pandemia C-19 adiaram sonhos e planos, mas a retomada já é uma realidade.

As viagens românticas em lugares inusitados se tornaram possíveis a partir do perfil “Uma Rota de Fuga”. Quem está planejando uma viagem incrível com riqueza de detalhes que fazem total diferença em sua rota, não pode deixar de conferir as aventuras no perfil de Ana e Mariana. 

O casal costuma viajar o mundo a fora e compartilhar em suas redes sociais no Instagram e no vlog no YouTube toda a programação desde o embarque, as acomodações, locais, culinária e por fim preço. 

Com apenas 23 anos, a estudante de medicina Ana Júlia viu suas viagens e dicas se tornarem referência em todo Brasil ao mostrar junto com sua noiva, a médica Mariana Lázara vídeos e foto tanto das viagens incríveis quanto da rotina de um noivado a distância (que diga-se de passagem está dando muito certo). 

Mariana, de 34 anos é natural de Lagoa da Prata (MG) e atualmente reside em São Paulo onde costumam se encontrar em um período de 15 em 15 dias com Ana Júlia que é natural de Gaspar (SC) e cursa faculdade de medicina em Florianópolis. 

Em pouco tempo o perfil “Uma Rota de Fuga” já alcançou a marca de quase 100 mil seguidores no Instagram e 5 mil seguidores no YouTube e já conseguiu juntar casais através de seus posts interativos. O perfil costuma publicar o “RotaTinder” uma forma de aproximar seus seguidores uns dos outros pelo mundo a fora. 

O “RotaTinder” já juntou um casal de namoradas que se conheceram através dessa brincadeira. A moça brasileira conheceu a atual namorada que é da Alemanha através do perfil “Uma Rota de fuga”. A brincadeira começa quando Ana e Mariana postam uma foto e pedem para os seguidores comentarem nome, idade, local de onde é, signo e orientação sexual, a partir disso começa a interação entre os seguidores. 

Em uma entrevista com o EGOBrazil, Mariana Lázara e Ana Júlia contaram detalhes:

Chegou a hora de viajar, “O segredo por trás do sucesso “Uma Rota de fuga” - Fotos: Acervo Pessoal
Chegou a hora de viajar, “O segredo por trás do sucesso “Uma Rota de fuga” – Fotos: Acervo Pessoal

1- Como surgiu o interesse em criar o perfil Uma Rota de Fuga? 

Mari: Tudo começou no ano de 2020… tive um ano muito desafiador como médica. Vi coisas nos hospitais que trabalho e coordeno que me deixaram extremamente mais pensativa e muito mais introspectiva. Além disso, havia perdido minha avó há pouco tempo, e ela era meu grande amor. Então, no final do ano de 2020 resolvi passar o natal e réveillon sozinha em casa com a Líli (minha cachorrinha) para pensar, tentar me entender, jogar pra fora os sentimentos que estavam presos dentro de mim, colocar algumas ideias  no lugar e planejar meu ano de 2021. Foi desde então que coloquei como objetivo viajar todos os meses para um lugar isolado e pouco movimentado do Brasil, essas viagens poderiam ser sozinhas ou acompanhada! Até então eu estava solteira, e eu só tinha uma coisa em mente “viver o presente”. 

Em Janeiro de 2021 eu e a Ana tivemos nosso primeiro encontro e foi muito especial. Mantive minha palavra e viajei em Janeiro e Fevereiro. Logo em Março devido a intensa conexão que ocorreu do nosso primeiro encontro, resolvemos não mascarar o sentimento e começamos a namorar, falei para ela sobre esse projeto que eu tinha para meu ano, convidei ela e ela topou se aventurar comigo, sempre que fosse possível pois ela ainda é estudante. Desde então todos os meses tentávamos viajar para algum lugar juntas, e todas as nossas viagens eram gostosas, vivenciávamos momentos deliciosos… sempre falávamos no meio das nossas conversas “deveríamos mostrar para as pessoas isso que estamos vivendo juntas”. Só não sabíamos o que queríamos mostrar: aquele amor avassalador ou os lugares que passávamos. 

A Ana sempre esteve pronta, mas eu sempre fui mais comedida e reservada, não gostava muito da ideia de exposição. Até que em Agosto, na nossa viagem para Gramado com a família dela, resolvemos começar a compartilhar um pouco do que estávamos vivendo por lá. E assim tudo foi acontecendo naturalmente. A ideia sempre foi tentar mostrar um pouquinho das experiências que vivemos juntas. 

Ana: Depois que a Mariana me convidou para participar do plano dela de viajar todos os meses, fomos vivenciando coisas maravilhosas em lugares lindos que eu não imaginava experienciar tão cedo. Quando pensamos em compartilhar um pouco com as pessoas, pensei muito numa coisa que eu tinha comigo mesma: o tabu do relacionamento a distância. 

Então pensei em juntar as nossas viagens com a rotina de um casal que vive a distância. Fomos muito acolhidas por todos que começaram a nos seguir e se identificar com o que a gente vive. 

2- Quais os primeiros lugares escolhidos e qual o lugar mais inusitado que já foram? 

Mari: O primeiro lugar fui eu quem escolhi. Como estávamos no início do nosso relacionamento e era verão, quis aproveitar o calor do nordeste pra ser nosso primeiro destino! São Miguel do Gostoso foi o cenário perfeito pra nossa primeira viagem. Levamos 3 vinhos achando que íamos precisar para tirar o peso da intimidade que viveríamos nessa viagem, mas no fim as 3 garrafas voltaram fechadas e nós voltamos ainda mais apaixonadas e tranquilas com convivência. 

Ana: Lembro bem que eu acordei num domingo de manhã cedinho em casa para estudar e quando abri o celular para mandar o “bom dia” a Mari me perguntou o que eu achava da ideia dessa viagem e desse lugar e logo começamos os preparativos. 

E foi sensacional, acho que essa viagem vai ficar pra sempre nas nossas memórias, a gente vivenciou momentos inesquecíveis, eram evidentes a paixão e a conexão que existia entre nós.  Por ser nossa primeira viagem, nosso primeiro momento dividindo um banheiro por dias, tudo que achávamos que poderia ser “estranho”, na verdade foi super natural. 

Depois do nordeste, Mari foi para Florianópolis conhecer a família e os colegas de aula da Ana. Logo depois fomos para Gramado.

O lugar mais inusitado que visitamos até hoje foi o Altar na Represa Joanópolis, uma casa flutuante no meio de uma represa em São Paulo. Foi diferente de tudo que já vivemos. Ela girava no próprio eixo e fazia com que a vista mudasse a depender do vento! Simplesmente Incrível. 

3- Existe um lista de lugares que ainda querem fazer? Quantos? 

Ana: Se tem uma coisa que acho que nunca vai ter fim é a nossa lista de lugares que ainda queremos conhecer juntas. Meu sonho sempre foi conhecer 2 lugares em especial: Amazônia no Brasil e África. 

Quero conhecer o mundo inteiro com a Mari. 

Chegou a hora de viajar, “O segredo por trás do sucesso “Uma Rota de fuga” - Fotos: Acervo Pessoal
Chegou a hora de viajar, “O segredo por trás do sucesso “Uma Rota de fuga” – Fotos: Acervo Pessoal

Viajar sempre foi um sonho pra mim e quero continuar fazendo isso pro resto da minha vida. 

Mari: Então…. viajar sempre fez e fará parte da minha vida. É algo que faço questão de fazer com frequência. 

Como falei em um dos nossos vlogs “a vida é um eterno equilíbrio entre trabalhar, viajar e amar”. Trabalhar porque amo o que faço e é fruto dele que consigo proporcionar essas experiências. Viajar é minha paixão… conhecer lugares, culturas e povos. E amar nas diferentes formas: amor de filha, de irmã, de companheira, de amiga, etc. 

4- Como foi lidar com as questões da distância, diferença de idade e de fases no início? 

Ana: Isso foi um tabu que tivemos que desconstruir juntas. No nosso primeiro encontro nos conectamos demais, mas essas questões ainda eram grandes pra gente. Pra mim, o que mais me pegava era a distância… nunca tinha namorado com alguém de outra cidade, muito menos de outro estado. Então pra mim isso era algo irreal… como nos veríamos? Sou uma pessoa que gosta de companhia… Mas nosso sentimento foi criando uma intensidade surreal que pra mim não tentar não era mais uma opção. 

Mari: Não foi fácil passar por esse tabu. Eu havia acabado de terminar um relacionando por diferença de idade/fases de vida e a primeira menina que me conecto intensamente de novo justamente é mais nova e estava em fase de vida diferente da minha. Mas o legal da gente é que desde o início fomos muito verdadeiras uma com a outra. Sempre demontrávamos nossas preocupações, é melhor que isso… sempre alinhávamos nossas expectivas. Conversamos muito sobre essas situações e diferenças entre a gente. Em todas as nossas conversar percebíamos que tínhamos as mesmas vontades e sonhos: ter filhos, viajar, construir uma família, sermos grandes profissionais… e junto disso o sentimento foi cada vez aumentando. Não tivemos muita opção a não ser tentarmos. Nós realmente nos conectamos muito e tínhamos planos/projetos parecidos. Tudo foi fluindo naturalmente e hoje estamos noivas e muito orgulhosas da nossa trajetória até aqui. 

5- O custo de uma viagem chega a ser a alto? 

O custo de uma viagem depende de muitas coisas. Pra começar: o destino. Depende do local que você pretende conhecer. Depois disso, vem o tipo de viagem que você gostaria de fazer… há vários tipos de estadia atualmente: albergues, hostels, hotéis 5 estrelas, pousadas, resorts, camping etc. 

Se você pretende turistar, conhecer lugares abertos, degustar a culinária do local, pagar guia turístico, andar de transporte público ou alugar um carro.

Todas essas questões levam para valores diferentes! Então depende muito de qual é o tipo de viagem que você está disposto a fazer, a partir daí, traçar um objetivo e começar a planejar. 

Planejamento é outra questão importante. Uma viagem bem planejada com antecedência tende a ser mais em conta, afinal você compra várias coisas com valores menores/normais. Quando você deixa para comprar em cima da hora, sempre há um valor a mais no pacote. 

6- Qual seria o destino perfeito para um casal em lua de mel? 

Ana: Já conversamos sobre isso algumas vezes. Temos um destino que queremos muito fazer depois que nos casarmos, mas acho que é melhor a gente não contar porque vai perder a graça. Mas também acredito que: tendo amor, respeito, parceria  e confiança, qualquer lugar é o cenário perfeito para comemorar a união de um casal. 

Mari: Como a Ana disse, temos nosso destino preferido para o dia da nossa lua de mel. Tudo indica que será para lá que iremos. 

Acho que isso é muito particular de cada casal né? Tem aqueles que adoram um clichê, os que gostam de experiências diferentes e inusitadas… O que não faltam são opções, basta entender seu propósito e apreciar nem que seja na própria cama de casa – que diga-se de passagem, é uma delícia -. 

7- Vocês pretendem casar e qual será o destino escolhido? 

Ana: Olha, pedi a Mari em noivado com o intuito de casarmos… então sim! Pretendemos casar, construir uma família e termos a nossa rotina juntas. O destino do casamento em si ainda não foi escolhido, estamos pensando no que será melhor pra gente: uma viagem só nossa? Uma celebração em algum lugar com nossos familiares? Com certeza mais pra frente iremos ter mais certeza e dividiremos com todos. 

Mari: Vamos casar sim, se Deus quiser! Agora como será ainda não sabemos realmente. Inclusive foi um papo que tivemos já bem no início do nosso relacionamento, mas que no fim não decidimos. A Ana veio com a ideia de fazermos uma festa grande, bem leonina né?! Mas eu por ser mais reservada, dei a ideia de viajarmos… então ainda estamos conversando pra decidir como será. 

8- O que os seguidores podem esperar de Uma Rota de Fuga em 2022?

Nossos seguidores podem esperar da gente muita verdade no que transmitimos. Sempre buscamos mostrar lugares que tragam experiências diferentes e que sejam seguros para a nossa comunidade. 

Vamos continuar mostrando um pouco da nossa rotina como um casal que vive a distância, mas que busca se encontrar sempre que possível. 

Além disso, já temos alguns destinos traçados para o ano, tanto nacionais quanto internacionais. Lugares que vamos em casal e com amigos. Estamos ansiosas pra dividir com quem nos acompanha. 

Também estamos querendo entregar outros tipos de conteúdo que não sejam somente as nossas viagens e rotina. Queremos tentar deixar cada vez mais leve para quem nos segue, tirar o peso das responsabilidades do dia a dia.

Recentemente, Ana & Mariana estamparam a capa da revista do EGOBrazil, vale a pena conferir acessando egobrazil.com.br/egomagazine

Fotos: Acervo Pessoal / Capa: EGOBrazil / Divulgação

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias